#

Guia de férias - Dicas para não ser barrado na imigração

Uma das maiores preocupações para o turista que vai para a Europa é com a imigração.

Apesar da maioria dos países europeus não exigirem visto para o turista brasileiro (entre eles Espanha, Itália, França, Inglaterra), existem uma série de regras que devem ser seguidas para minimizar a possibilidade de ser barrado na imigração.

  1. Quem vai para a Europa como turista somente pode permanecer por até 3 meses. Os fiscais da imigração costumam verificar a passagem de volta do turista, que não necessariamente precisa ser um voucher, pode ser a impressão da confirmação da passagem;
  2. Para evitar eventuais transtornos, muitos países exigem que o visitante tenha contratado um seguro de viagem contra acidentes pessoais, com cobertura mínima de €30.000, durante todos os dias da viagem. Este seguro deve ser contratado ainda no Brasil. Muitas empresas oferecem o serviço, como a Mondial Assistance - que inclusive pode ser comprado pela Internet.
  3.  Outro ponto importante é com relação à estadia. O fiscal da imigração também pode solicitar um comprovante de reserva em hotel. Caso vá se hospedar na casa de parentes ou amigos, você deverá apresentar uma carta convite escrita de próprio punho por eles, e reconhecida em cartório. A carta deve ser original, não podendo ser xerox ou impressão;
  4. Por último, não se esqueça de levar a quantia de dinheiro mínima necessária para a entrada. Cada país possui um piso, que pode ser conferido junto ao consulado na sua cidade. Esta quantia pode ser em dinheiro, comprovante de saldo no cartão de crédito, travellers checks ou VTM (Visa Travel Money).
Tomando estes cuidados, você irá viajar muito mais tranquilo!
Postar um comentário

instagram @oguiadeferias