#

Nápoles: pizza e a Itália vera

Nápoles é confusão, barulho, gente andando apressada, e muito, mas muito lixo jogado nas ruas. É a Itália vera, sem o banho de loja para atrair turistas. Mas também é uma cidade deliciosamente encantadora. E delícia no sentido literal da palavra - afinal de contas, foi lá que surgiu um dos pratos mais apreciados em todo o mundo - a pizza.


E nesta cidade elas são realmente mais saborosas que nos outros lugares. Talvez a massa, a muzzarela... Ou apenas a consciência de uma gente que realmente sabe o que faz , e faz com muito esmero. Porque aqui, pizza é coisa séria.


Nápoles também é conhecida por ser a cidade natal da famosa máfia italiana, e por possui um dos maiores índices de criminalidade do país. Mas este capítulo está deixando lugar para uma cidade alegre, viva e deliciosa. 

 
Uma de suas principais atrações é o Museu Arqueológico Nacional, com um vasto acervo, que contém diversos artigos da Antiguidade, principalmente objetos retirados da próxima Pompéia, e também algumas múmias do local.
E ainda, uma sala com artigos e pinturas eróticas de época, para apimentar o roteiro...

A cidade também possui alguns castelos medievais, como o Castel dell´Ovo e o Castel Nuovo. 



 Mas a melhor forma de aproveitar a cidade é caminhar despretenciosamente pelo centro Histórico, admirando as construções, o vai-e-vem de pedestres, as milhares de pizzarias que jogam no ar o cheirinho da vera pizza napoletana. Tomar um sorvete e admirar a orla, com o Castelo dell´Ovo ao fundo.


A cidade é muito viva, tem alma e identidade própria, e bem peculiar. E o melhor, aqui não é necessário disputar espaço com milhares de turistas, como em Roma. Até porque em Nápoles eles são muito poucos. Quem não vai, não sabe o que está perdendo!
 
Ao lado da cidade encontra-se também o Monte Vesúvio, um dos vulcões mais conhecidos do mundo. Foi ele o responsável pelo fim de Pompéia, numa erupção que ocorreu no século I.
 
Uma trilha de cerca de 2 horas leva até o topo do vulcão. Perfeito para gastar as calorias adquiridas com tanta pizza...
 
Nápoles também é a porta de entrada para outras cidades no sul do país, que podem inclusive ser conhecidas em um passeio de um dia, como Pompéia, a ilha de Capri, sorrento e a Costa Amalfitana.

Enfim, é uma cidade surpreendente. Confesso que o meu objetivo era apenas que a cidade servisse de porta de entrada para Pompéia e Capri. E no início o caos e a sujeira chegaram a assustar. Mas aos poucos a cidade me foi revelando sua melhor face, e sim, é apaixonante.



O QUE VISITAR

Museu Arqueológico Nacional: O ingresso para o museu custa €6,50. O horário de funcionamento é de 9hs às 19:30hs.
(http://museoarcheologiconazionale.campaniabeniculturali.it/)

Castel dell´Ovo: O castelo está aberto a visitação de 9 às 14hs. A entrada é gratuita.

Castel Nuovo: Aberto de segunda a sábado de 9 às 18hs. Entrada gratuita.

Monte Vesúvio: O custo do ingresso que dá acesso ao parque e à trilha até a cratera do vulcão é de €8. O horário de funcionamento é de 9 às 18hs.
 Mais informações no site do Parque.



HOSPEDAGEM

Fiquei hospedada no Hostel Bella Capri durante minha estadia em Nápoles. O hostel está localizado em frente à estação de barcas para Capri e Ischia, entre outros. A diária por pessoa em quarto duplo é €35 (Junho/2011).


É possível buscar aqui outras opções de hospedagem em Nápoles.


TRANSPORTES

Como chegar: A forma mais fácil de ir a Nápoles a partir de outras cidades da Itália, como Roma, é com o trem. No site da Trenitalia é possível ver as opções de horários disponíveis e inclusive comprar o bilhete. Há bilhetes a partir de €10,5. O tempo de viagem varia de 1h a 3 horas, dependendo do tipo de trem. Quem compra as passagens com pelo menos 15 dias de antecedência tem 20% de desconto.
Circulando: A melhor forma de conhecer o centro histórico da cidade é a pé. Para as atrações mais distantes, é possível utilizar-se do serviço público: ônibus, trens e metrôs.

Nos ônibus, é preciso prestar atenção pois estes, como em toda a Itália, não possuem catracas. Portanto, e é importante não esquecer de validar o bilhete tão logo se embarque. A multa para os esquecidos ou espertinhos é em torno de €50.

 
ALIMENTAÇÃO

Duas das pizzarias mais famosas de Nápoles são a Di Matteo e a Da Michelle. Esta última, é considerada a mais antiga da cidade e vende apenas dois sabores: Margherita e Marinara.

A área ao redor do Castel dell´Ovo concentra muitos restaurantes charmosos, com mesinhas ao ar livre e alguns de frente para o mar.
Na pequena orla e ao redor do centro hisórico é possível encontrar, além de pizzarias, sorveterias e barzinhos. 
Postar um comentário

instagram @oguiadeferias