Planejando uma viagem com o bebê: 5 dicas essenciais

Quem nunca ouviu (ou repetiu) a frase: "vamos aproveitar para viajar agora, pois depois que vierem os filhos não vai ser mais possível...

Paris, a Cidade luz

Paris é a cidade que mais recebe turistas na Europa. Também, é considerada uma das mais maravilhosas do mundo. Com tantos adjetivos, não é muito fácil escrever sobre ela. Portanto, aqui vai um simples overview e alguns comentários pessoais.


Há muitas controvérsias sobre Paris. Há quem ame a cidade. Também há aqueles que simplesmente a odeiam. Eu me incluo no primeiro grupo. Mas não foi um amor à primeira-vista; aliás talvez este tenha sido o segredo para ter me encantado pela cidade. Cheguei sem criar muitas expectativas: ao contrário, esperava uma cidade grande, um pouco suja, com muitos mendigos e vendedores ambulantes. E foi justamente isso o que eu encontrei. Mas, aos poucos, fui descobrindo uma Paris encantadora: agrádavel para se caminhar, com muitas áreas verdes, uma arquitetura muito bonita e bem conservada e uma torre com a iluminação mais linda do mundo...

Mas  compreendo os que odeiam a cidade, afinal até certo ponto eles têm razão. Não é à toa que há cerca de 5 anos foi diagnosticada uma nova síndrome psicológica, chamada de "Síndrome de Paris", comum principalmente entre os japoneses. A síndrome atinge quem visita a cidade pela primeira vez e pensa que irá encontrar o lugar mais perfeito do mundo. Ao contrário, se depara com uma população fria e séria, garçons e lojistas um pouco arrogantes e que não dão a mínima para os clientes.

Como comentei anteriormente, o importante é não criar expectativas. Os franceses tem uma personalidade peculiar, até por questões Históricas. Não são carismáticos como os brasileiros ou italianos, alegres como os espanhóis ou gentis como os orientais. Mas também não chegam a ser tão grosseiros.
No meu primeiro dia na cidade, quando estava muito perdida e cansada, por mais de uma vez fui auxiliada por franceses que se dispunham a me ajudar a carregar as malas ou me dar uma informação, ainda que eu não tivesse pedido nada.

Voltando à cidade propriamente dita, há muitas opções para se divertir e conhecer Paris.
Uma das melhores atividades é caminhar, especialmente pelo Quartier Latin, o bairro de Montmartre e as áreas verdes como o Jardin des Tuileries e o Jardin du Luxembourg.



Outro local muito apreciado para uma caminhada é a Champs Elysèe, provavelmente a avenida mais famosa do mundo. Fiquei impressionada como a tal avenida é mesmo muito bonita, com os tradicionais cafés parisienses e muitas árvores.
Quando estava cansada da caminhada, parava para tomar um café ou uma água ou, melhor ainda, entrava numa loja e conferia as promoções! Afinal, a Champs Elysèe não possui apenas lojas caras, mas também opções de lojas de departamento, que quando estão em liquidação, dá pra fazer a festa!
É claro, o final da Avenida, e também do passeio, deve ser o Arco do Triunfo, construído em comemoração às vitórias militares de Napoleão Bonaparte.



O passeio de barco pelo Rio Sena é perfeito para desfrutar o pôr do sol na capital francesa, e apreciar as principais atrações da cidade de um outro ângulo. Aliás, é a bordo do barco que se tem a melhor vista de um dos principais monumentos parisientes: a Catedral de Notre-Damme, retratada na conhecida estória do Corcunda de Notre-Damme.






Uma outra maneira de se apreciar a cidade é de cima, no topo de seus monumentos mais altos. É óbvio, o local mais apreciado e concorrido é a Torre Eiffel. E sim, ela é mesmo tudo o que dizem: imponente e fica ainda mais bela à noite, com a iluminação. Neste horário se torna quase hipnotizante.





A Igreja de Sacre Coeur também oferece um lindo panorama de Paris. Está localizada no charmosíssimo bairro de Montmartre. Aliás, considero esta a área mais interessante de Paris, com suas ruazinhas e ladeiras pitorescas e, é claro, a escandalosa rua com os sex shop, que se aproveitam da proximidade com o famoso cabaret Moulin Rouge. Vale a pena dar uma espiadinha...




Quando o clima não colaborar, é hora de conhecer os museus, como o Louvre e o Musée D´Orsay. Aliás, Paris não é uma cidade com muito sol, mesmo no verão. Está constantemente nublada e à noite a temperatura diminui, principalmente por conta dos ventos.


O Louvre é feito de superlativos: um dos maiores do mundo, com a maior coleção e um dos mais visitados. É a casa de uma das obras mais famosas de todos os tempos, a Mona Lisa, de Leonardo da Vinci. Esta, é interessante e vale a pena conferir. Mas deve-se ter em mente que será preciso encarar uma multidão para conferir um quadro que se tiver 70x50cm é muito.








E isso é apenas um pouco de tudo o que a cidade tem a oferecer... Sem contar, as atrações ao redor de Paris, como o Palácio de Versailles e a Euro Disney.

O QUE VISITAR

Torre Eiffel: Os horários e preço do ingresso podem ser conferidos no site oficial. Em Junho/2011, o ingresso para o topo da Torre era €13,40. Acesso pelas estações de metrô Bir-Hakeim, Trocadéro ou Ecole Militaire
Museu do Louvre: Em junho/2011 o preço do ingresso para o Louvre era €10. Informações atualizadas podem ser visualizadas no site oficial do Louvre. Acesso pela estação de metrô Palais-Royal / Musée du Louvre.
O museu fecha às terças-feiras.

Musée d´Orsay:
Acesso pelas estações de metrô Concorde, Tuileries, Assemblé Nationale ou Solférino. O bilhete de entrada custa €8. Informações atualizadas: http://www.musee-orsay.fr

Catedral de Notre Damme: A entrada na Catedral é gratuita. Mais informações no site: 

Basílica de Sacre Coeur: A entrada na Basílica é gratuita. O acesso ao Duomo custa €6.

Arco do Triunfo: Para subir ao topo do monumento, é cobrada uma entrada no valor de €9,50. Acesso pela estação de Metrô Charles-de-Gaulle-Etoile.http://arc-de-triomphe.monuments-nationaux.fr/


Passeio de Barco no Sena (Bateaux Mouches): O passeio dura cerca de 1 hora e custa €11. As partidas acontecem a cada 30 minutos, de 10hs às 23hs.


TRANSPORTES
Como chegar: Três aeroportos servem a capital francesa: Charles de Gaulle, Orly e Beavauis. Abaixo a indicação de como ir do aeroporto ao centro de Paris:

Charles de Gaulle - Centro: Trem da linha RER B (azul). O bilhete custa €9,10. Mais informações aqui.

Orly - Centro: Primeiro, deve-se pegar o trem OrlyVal com direção a Paris, e então fazer conexão com a RER B para o Centro. Os dois tickets irão custar €10,75 e o tempo médio da viagem é de 40 minutos.
Mais informações aqui.

Beavauis - Centro: O ônibus faz o trajeto em cerca de 1h30. O preço da passagem é €15.

Circulando: O metrô de Paris, apesar de antigo, é muito bom, pois são 14 linhas que cobrem praticamente toda a área da cidade.
Além do bilhete unitário, existe a opção de 10 bilhetes ou do bilhete diário.
Site do metrô de Paris: http://www.ratp.fr/
  
DICAS

Paris é uma cidade grande, e como tal é necessário ter atenção, principalmente pois existem vários golpistas e batedores de carteira.
Os golpes mais comuns são:
1. Principalmente com mulheres, um homem simpático aborda e, depois de uma conversa, convida para uma bebida (???). No caminho para o bar, mais "amigos" aparecem para roubar  a moça ingênua...
2. Próximo aos pontos turísticos, algumas pessoas com pranchetas na mão abordam e solicitam que se assine um abaixo assinado contra as drogas. Enquanto o turista está distraído assinando, alguém aparece e rouba seus pertences...


Postar um comentário