#

Punta del Este, a Miami da América do Sul

Punta del Este, um charmoso balneário localizado no Uruguai, vem se destacando a cada ano como um dos destinos turísticos mais cobiçados da América do Sul. É uma excelente opção para quem quer fugir da mesmice de Argentina e Chile, os destinos no continente mais procurados por brasileiros.

A cidade, que se tornou famosa por ser um dos destinos preferidos dos ricos e famosos, foi praticamente a minha primeira viagem internacional (a anterior, aos 2 anos de idade, meio que não conta). E acredito que comecei bem, pois Punta reserva muitos encantos.

Na Miami da America do Sul tem espaço para todos, não apenas para os que têm melhores condições financeiras. Eu, pobre mortal, fui conferir o que de bom o lugar tem a oferecer. O que mais encantou foi o próprio astral da cidade, muito tranquila e segura, apesar de toda "pompa".

O pequeno balneário é o local onde o Rio da Prata encontra o Oceano Atlântico, e dono de duas praias centrais bem diferentes, com nomes muito sugestivos. De um lado, encontra-se a Playa Brava, com o mar revolto do Atlântico. Do outro lado, a calma Playa Mansa, uma praia fluvial. Algumas das principais atrações encontram-se localizadas nos arredores dessas praias.




Na Playa Brava está o cartão postal de Punta, a escultura La Mano. Trata-se de uma mão de concreto saindo da areia, que significa "o homem surgindo da natureza".



Já no lado da Playa Mansa está localizado o chique Porto de Punta del Este, que convida a uma caminhada relaxada por sua orla, admirando a paisagem e os inúmeros iates ancorados. Ou, ainda, algum lobo marinho tomando um sol, para fazer a alegria dos turistas que vão fotografá-lo.



Do Porto é possível pegar um barco regular para conhecer alguma ilha próxima a Punta del Este, como a Isla de Lobos ou a Isla Gorriti. Esta última é utilizada como um resort da revista Caras. Ótima pedida para pegar aquele bronzeado, com muito estilo.






Na Playa Mansa está localizada uma das maiores atrações da cidade: o cassino Conrad. Parada quase obrigatória, principalmente para nós, brasileiros, que não podemos apostar por aqui. Lá é o local para testar a sorte no jogo...






A Avenida Gorlero, a principal da cidade e que corta todo o centro, possui muitas lojinhas e restaurantes, com destaque para a feirinha de artesanato que acontece todo final de tarde, na principal praça da Avenida.


Mais afastado do centro, em Punta Ballena, encontra-se provavelmente o lugar mais interessante da cidade, e com certeza, o que tem a melhor vista. Trata-se de Casapueblo. O local, que já foi apenas um pequeno ateliê do renomado artista Carlos Paez Villaró (arquiteto, pintor, e poeta, entre outros), hoje é um museu, loja de arte e hotel.
O melhor em Casapueblo é assistir, de suas sacadas, à cerimônia do pôr-do-sol. Um magnífico espetáculo no final do dia, com direito à música de fundo e um poema entoado por Carlos Paez. Uma experiência única e emocionante.




La Barra, cidadezinha ao lado de Punta e que disputa com esta o título das melhores baladas do Uruguai, é uma ótima pedida para as noites quentes.



Para chegar a esta cidade mais rústica, com ares meio riponga, é preciso atravessar a Puente Leonel Vieira, que também é uma das atrações de Punta del Este. Tudo devido à sua arquitetura inusitada, em forma de ondas, que interage perfeitamente com a paisagem, criando a ilusão, para quem a atravessa, de se estar mergulhando no mar. Atravessá-la, ainda, garante a parte mais divertida da viagem, pois dá aquele friozinho gostoso na barriga, lembrando uma montanha-russa.


Além de todos estes atrativos, Punta del Este está a menos de 2 horas da capital Montevideo, o que garante uma ótima esticadinha. Para os mais aventureiros, e que dispõe de mais tempo, são cerca de 6 horas até Buenos Aires, numa viagem combinada de barco e ônibus.

TRANSPORTES
Como chegar: Na área de desembarque do aeroporto internacional de Montevideo há ônibus executivo para a rodoviária de Punta. A viagem dura menos de 2 horas e o preço é bem baratinho, cerca de $160 pesos uruguaios ou R$16.  
Os ônibus da COT e COPSA são os responsáveis pelo transporte.

Circulando: O centrinho de Punta é muito pequeno e pode ser todo percorrido com facilidade a pé.
Para as atrações mais distantes, como Casapueblo, o ideal é contratar um transfer, no próprio hotel ou na rodoviária da cidade. O transporte público aqui é muito precário, até mesmo os táxis.

HOSPEDAGEM
Fiquei hospedada no Hotel Shelton, um pequeno hotel no centro de Punta del Este. A localização é maravilhosa, apenas 5 minutos a pé da rodoviária e da Playa Brava, e na esquina da Av Gorlero.
Os pontos fracos ficam por conta do café-da-manhã, com poucas opções, e da própria estrutura e conservação do hotel, que é um pouco velho.
O preço por pessoa em quarto duplo está em torno de R$35.
http://www.shelton-hotel.com.uy/

Outra boa opção econômica é o hostel El Viajero, que faz parte de uma cadeia de hostels no Uruguai. O preço por pessoa em quarto duplo está em torno de US$25.
http://www.elviajerobravabeach.com/

Mais opções de hospedagem em Punta del Este aqui.

DICAS
Punta del Este fica a apenas 2 horas de Montevideo. Vale a pena dar uma esticadinha!

A cidade tem duas estações bem definidas, com um verão quente e um inverno bem frio. Quem quiser curtição e aproveitar as praias, deve visitar a cidade no verão, entre os meses de dezembro a março. Já no inverno, a cidade fica mais tranquila.
Postar um comentário

instagram @oguiadeferias