Planejando uma viagem com o bebê: 5 dicas essenciais

Quem nunca ouviu (ou repetiu) a frase: "vamos aproveitar para viajar agora, pois depois que vierem os filhos não vai ser mais possível...

Guia para fim de semana em Paraty








Paraty é uma charmosa cidadezinha no litoral do Rio de Janeiro, na região conhecida como Costa Verde. Possui uma localização privilegiada, distante cerca de 250 km das duas principais cidades brasileiras (Rio de Janeiro e São Paulo). E o melhor: muitas belezas naturais ao redor.

Esta cidade colonial enriqueceu no século XVIII como porto de saída do ouro trazido de Minas Gerais através do chamado Caminho do Ouro. Com a decadência do ciclo do ouro, Paraty ficou esquecida até metade do século XX, quando foi “redescoberta” após a construção da Rodovia Rio Santos. Mas este período de esquecimento ajudou a preservar a arquitetura da cidade.
Além da sua beleza arquitetônica, com ruas em calçamento de pedra, casarões antigos e igrejas barrocas, Paraty conta ainda com belíssimas praias e mata atlântica ao redor.

Outro símbolo do local é a cachaça. No passado, Paraty foi uma das maiores produtoras de cana de açúcar, chegando a ter mais de 100 engenhos. Hoje, este número é bastante reduzido e a cidade perdeu o posto de melhor cachaça do Brasil para Minas Gerais. Mas mesmo assim vale muito a pena saborear as cachaças locais que são deliciosas.


Atualmente a cidade é palco principal de vários eventos culturais, que atraem ainda mais turistas. A FLIP é o principal destes eventos, e um dos maiores eventos literários do país, trazendo vários escritores de outros países e milhares de turistas.

Mas a cidade também conta com outros festivais, como o Festival da Cachaça e a Festa do Divino.

Uma boa opção de roteiro para um fim de semana em Paraty inclui o tour “número 1” da cidade: um passeio de barco por algumas de suas várias ilhas e praias, com quatro paradas para mergulho, em geral. Os passeios duram cerca de 4 horas.







Uma dica importante é deixar para comprar o passeio no cais, um pouco antes do horário de partida. Assim, você poderá avaliar a qualidade e o “clima” da escuna, para ajudar na integração durante o passeio. Caso queira agito, procure as escunas que oferecem música ao vivo. Caso prefira sossego, “fuja” destas embarcações. 

Comprando o passeio no cais possibilita também bons descontos. No hostel onde fiquei hospedada nos ofereceram o passeio por R$40 por pessoa. Deixamos para comprar na hora e pagamos R$25, numa ótima escuna, bom atendimento e muito confortável.

No 2º dia, você pode fazer um passeio de jipe pela mata atlântica e conhecer as cachoeiras e alambiques de Paraty. Fizemos o passeio com um jipe menor, com capacidade para quatro pessoas, o que foi muito bom, pois conferiu mais liberdade e intimidade ao passeio. O guia nos levou a belíssimas cachoeiras, com um roteiro diferente que outras agências costumam fazer. Assim tivemos oportunidade de aproveitar o local “só” para a gente.

O passeio dura cerca de 5 horas e vale muito a pena, pois o acesso à maioria das cachoeiras é feito por uma pequena trilha que somente os guias ou visitantes locais conhecem.






Principais gastos em Paraty para um fim de semana (Para 2 pessoas):

- Ônibus Ida e Volta: R$228 (Viação Costa Verde, partindo do Rio de Janeiro)
- 2 diárias no Hostel Che Lagarto: R$162
- Passeio de escuna: R$50 (Bucaneiros) + consumação
Jeep Tour (Ativa): R$100
- Garrafa de cachaça: cerca de R$50
- Jantar no Margarida Café: R$160 com bebidas

Postar um comentário