31 de julho de 2012

Roteiro de 3 dias no Rio de Janeiro, a Cidade Maravilhosa!

Rio de Janeiro: Pão de Açúcar e Baía da Guanabara
(Atualizado em Janeiro/2014)

Por: Julie Ana Speedy

Já dizia a música de Gilberto Gil: “O Rio de Janeiro continua lindo...”. Dona de uma paisagem deslumbrante, a cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro é famosa nacional e internacionalmente por suas belezas naturais. Tanto que foi apelidada de “Cidade Maravilhosa”.

Por vários anos, principalmente nas décadas de 80 e 90, o Rio viu um pouco de sua "maravilha" ser perdida, devido à crescente violência que amedrontava moradores e afugentava turistas. Porém, na última década, várias ações têm contribuído para melhorar a segurança, como a pacificação das favelas e o aumento do policiamento. E com os diversos eventos internacionais acontecendo na cidade (Pan Americano em 2007, Jogos Mundiais Militares em 2011, Copa do Mundo em 2014 e Olimpíadas em 2016), o Rio de Janeiro espera recuperar todo o seu prestígio e trazer de volta os turistas, que certamente irão se apaixonar!

Para realmente aproveitar muito esta cidade maravilhosa, é preciso ter consciência de que o Rio é muito mais do que a praia de Copacabana e o Cristo Redentor. São centenas de atrações e opções de entretenimento, além de uma atmosfera alegre, graças aos cariocas – sempre de bom humor e de bem com a vida. Também, morando em uma cidade como esta, quem não estaria sempre feliz?

ROTEIRO DE 3 DIAS

Dia 1 – Cristo Redentor, samba e feijoada

Uma ótima ideia para começar sua viagem ao Rio de Janeiro é visitando o Cristo Redentor, eleito em 2007 uma das Novas 7 Maravilhas do Mundo. A estátua do Cristo, um dos símbolos da Cidade Maravilhosa, representa a receptividade do povo carioca, sempre “de braços abertos” para receber seus visitantes.

O Cristo Redentor, uma das 7 novas Maravilhas do Mundo!
duas opções para chegar ao Cristo Redentor:

  • OPÇÃO #1  - TREM DO CORCOVADO
A forma mais tradicional é pegar o Trem do Corcovado, seguindo a Estrada de Ferro do Corcovado, que é anterior à estátua. A viagem de 20 minutos, por si só, já é uma grande atração. A estação de embarque fica na Rua Cosme Velho, nº513. Para chegar, pegue o ônibus de integração do metrô Rio na estação Largo do Machado ou o ônibus nº583 a partir de Copacabana. 

Atualização em Janeiro/2014 - Gente, por favor! Comprem os ingressos com antecedência pela Internet!!! É muito mais cômodo e sem estresse! Quem deixa pra comprar em cima da hora corre o risco de ficar horas esperando ou até mesmo nem embarcar, principalmente em dias de muito movimento.  

Para comprar os ingressos na Internet, entre no site do Trem do Corcovado. No momento da compra, o usuário escolhe o dia e horário que deseja realizar a visita. Daí é só retirar na bilheteria uns 30 minutos antes da partida do trem. É muito melhor! Economiza muito tempo! A última vez que eu fui, mês passado (na semana antes do Ano-Novo), funcionou direitinho. Enquanto isso, quem deixou pra comprar em cima da hora, enfrentava uma fila g-i-g-a-n-t-e-s-c-a e tinha que aguardar pelo menos 6 horas até o embarque!!!

Esse ingresso inclui o transporte a partir da Estação no Cosme Velho no trenzinho e o acesso ao Cristo Redentor. 

O Trem do Corcovado. Importante comprar os ingressos com antecedência!
  • OPÇÃO #2 - VANS CREDENCIADAS
Atualização em Janeiro/2014 - As vans oficiais não saem mais da porta da Estação do Trem do Corcovado no Cosme Velho, e não param no Mirante Dona Marta. Agora, há dois locais de embarque: 1) Na Estação do Metrô no Largo do Machado; 2) Na Estrada das Paineiras. Para chegar lá o visitante deve ir de táxi. É possível comprar o ingresso pela Internet (site oficial) ou diretamente no local. O ingresso dá direito ao transporte até o Corcovado e o acesso ao monumento. Mais informações no site oficial.

Seja qual for a sua escolha, vou repetir mais uma vez: vale a pena comprar os ingressos com antecedência para evitar as longas filas, principalmente em alta temporada.

Outra dica importantíssima é escolher um dia ensolarado e sem neblina para visitar o Cristo. Caso contrário, não será possível ver nada lá de cima, o que é bem frustrante. Sério, podem acreditar. A primeira vez que levei meu marido no Cristo, foi em um dia nublado, e não deu pra ver nadinha lá de cima...  


Linda vista do Pão de Açúcar e Baía de Guanabara a partir do Cristo!
Para o almoço, você pode ficar ali perto no Flamengo (dicas de restaurantes) ou seguir para Ipanema ou Copacabana e experimentar o mais tradicional prato brasileiro: a feijoada. A Casa da Feijoada, na Praça General Osório, é especializada neste prato (como o próprio nome já sugere). E eu gostei muito da feijoada do Botequim Informal. 


Hum... feijoada!
À noite, a pedida é se esbaldar no samba carioca! Caso tenha a sorte de visitar o Rio durante o Carnaval, escolha um dos inúmeros blocos que agitam a cidade e divirta-se muito! Não é preciso pagar ingresso para cair na folia nas ruas. Palavra de carioca: os blocos de rua são a melhor parte do carnaval do Rio!

Porém se não puder visitar a cidade durante o Carnaval, não desanime... Mesmo fora desta época, é possível assistir a um ensaio em uma quadra de escola de samba ou mesmo na Marquês de Sapucaí.

No Sambódromo, os ensaios acontecem nos meses de janeiro e fevereiro, antes do Carnaval, com calendário divulgado anteriormente pela LIESA. E, o mais legal de tudo, a entrada é gratuita!

Já nas escolas de samba, o preço médio do ingresso é entre R$20 - R$30. Vale conferir o calendário no site das principais escolas: Salgueiro, Mangueira, Unidos da Tijuca e Vila Isabel. 

Carnaval de rua no Rio de Janeiro
Dia 2 – Copacabana, Ipanema e a boemia da Lapa

Depois de tantas atividades no dia anterior, aproveite o 2º dia para descansar numa das praias da cidade. Copacabana e Ipanema são as mais badaladas. Aos domingos, a rua que margeia a praia fica fechada para o trânsito, e o carioca aproveita então para "usar e abusar" das facilidades na praia: bicicletas, skates, patins e carrinhos para as crianças. Ótima atmosfera! Por outro lado, quem prefere algo mais sossegado deve evitar este dia, quando as praias costumam ficar lotadas. 

Para seguir o jeito carioca de ir à praia, alugue uma cadeira (preço médio - R$5) e guarda sol (preço médio - R$6) numa das inúmeras barracas na extensão da orla, e traga sua bola e raquete para jogar frescobol, bola de futebol ou bola de vôlei e divirta-se!

Ah, e não se preocupe com a hora do lanche. As praias do Rio são muito conhecidas por seus vendedores ambulantes, que sempre têm algum bom aperitivo na bolsa: cerveja gelada, empada, salgado árabe, biscoito O Globo e picolé são os “destaques” da orla. Claro, não se esqueça de pechinchar! Na maioria das vezes, rola até um desconto!  

Dica importante: Cuidado com seus pertences na praia. Procure não levar objetos de valor, cartões ou uma grande quantidade em dinheiro. Não precisa ficar super preocupado, mas é bom ficar esperto.  Mais dicas sobre segurança no Rio aqui. 


Praia de Copacabana em um dia de sol
Praia de Ipanema
Pôr do sol na Praia do Arpoador

Para o almoço ou fim da tarde, siga para um dos tradicionais botecos da cidade. Os botequins do Rio são conhecidos pelo clima descontraído, chope gelado e TV´s mostrando futebol (até mesmo os jogos internacionais). Minha sugestão de botecos aqui

Após as 22hs, siga para o bairro mais boêmio e onde acontece a melhor noite da cidade: a Lapa. São inúmeras opções para se divertir: bares com música ao vivo, a tradicional sinuca, casas de show, casas para dançar... Aqui vai a minha seleção:

Para jogar sinuca, o melhor lugar é o Sinuca da Lapa.

Para dançar ao som do samba, a pedida é o Carioca da Gema ou o Rio Scenarium. Os lugares costumam ficar muito cheios e cobram entrada, então tenha paciência e venha prevenido. Mas vale muitíssimo a pena pela boa música ao vivo que oferecem.

Para curtir um show, confira a programação do tradicional Circo Voador.

Já se preferir aproveitar um barzinho, escolha um dos inúmeros no quarteirão formado pelas Ruas Mem de Sá, Gomes Freire, Riachuelo e os Arcos da Lapa, como o Leviano Bar e o Bar da Boa, que oferecem música ao vivo.

Dica: Como as bebidas nos bares costumam ser mais caras que o geral, uma boa alternativa é comprar caipirinhas, cervejas e ice com os vendedores ambulantes nas ruas. As melhores barraquinhas ficam no início da Rua Joaquim Silva, quase na esquina com a Ladeira de Santa Teresa.


Arcos da Lapa à noite (tem uma ruazinha com acesso à direita dos Arcos com barraquinhas vendendo ótima caipifruta e baratíssima!)
Dia 3 – Pão de Açúcar e Botafogo

Aproveite a manhã do terceiro dia para conhecer outro importante ponto da cidade, o Pão de Açúcar. A formação é constituída de dois morros – o Morro da Urca - o mais baixo - e o Morro do Pão de Açúcar, o mais alto.

Pão de Açúcar e Enseada de Botafogo

Vista do Pão de Açúcar a partir do Morro da Urca
Para subir ao topo dos dois morros, a opção mais comum é o tradicional Bondinho.

Quem quiser um pouco mais de aventura, pode chegar ao topo do Morro da Urca subindo a trilha na Pista Cláudio Coutinho, ao lado da Praia Vermelha. A trilha é relativamente fácil, e a caminhada dura cerca de 30 minutos.
Para acessar, vire à esquerda na placa indicativa do início da trilha na Pista Claudio Coutinho, onde inicia a subida. Já quase no final da trilha, a mesma se bifurca em duas. Siga para a esquerda até o final.

A forma alternativa de chegar ao Morro do Pão de Açúcar já não é tão fácil. É necessário utilizar equipamentos de segurança e contratar uma empresa para realizar a escalada.

Para o almoço, siga para Botafogo. Sugestão de restaurantes aqui

À tarde, aproveite para conhecer a Enseada de Botafogo e o Aterro do Flamengo. A melhor opção é pedalar pela ciclovia, aproveitando a belíssima paisagem. Pegue uma das bicicletas da Bike Rio na estação em frente ao shopping. É necessário realizar o cadastro com antecedência no site.
Atenção com os seus pertences no Aterro (principalmente celular e câmera). E evite fazer o passeio quando já estiver anoitecendo, ok?

Aproveite a noite em Copacabana para se despedir da cidade. Uma ótima pedida são os quiosques na praia, com um visual incrível para a praia mais famosa do mundo. 

Quiosques de praia em Copacabana

VAI FICAR POR MAIS TEMPO? VEJA TAMBÉM:

Postar um comentário