Planejando uma viagem com o bebê: 5 dicas essenciais

Quem nunca ouviu (ou repetiu) a frase: "vamos aproveitar para viajar agora, pois depois que vierem os filhos não vai ser mais possível...

Você ficaria hospedado em um hostel?




Você ficaria hospedado em um hostel? Para quem não conhece, "hostel" é a versão em inglês para "albergue". Este tipo de hospedagem nasceu com o propósito de abrigar jovens mochileiros sem muita grana, que procuravam apenas um lugar para dormir.

Entretanto, nos últimos anos, este conceito têm mudado - e muito! Atualmente os hostels oferecem opções de quartos privativos, além dos já conhecidos - e baratos - quartos compartilhados. Também, já não é mais sinônimo de local sujo e simples. Vários estão incorporando o estilo "boutique", ou seja, hospedagem com ar moderno e despojado, muitas vezes ambientados em antigos casarões reformados. 

Algumas das facilidades oferecidas pelos hostels são: café da manha, internet wi-fi grátis, ar condicionado nos quartos, serviço de lavanderia, jantar (por um preço bem baratinho), agência de viagens, sala de jogos, piscina, e por aí vai... Ou seja, muito mais do que vários hotéis "3 estrelas". 

E sem contar a localização. A maioria destas opções econômicas está situada bem no meio do burburinho da cidade. Simplesmente perfeito para os turistas. É a melhor relação custo x benefício para quem quer ficar bem localizado mas não quer gastar uma fortuna. 

Um dos seus principais diferenciais é a integração. Os quartos compartilhados e as mesas de café da manhã, geralmente grandes, para acomodar várias pessoas, ajudam com que os turistas se conheçam. Muitos viajantes fazem amizades durante suas viagens, com pessoas de todo o mundo. Compartilham experiências, trocam ideias para o próximo destino. 

Exemplos de hostels que seguem este estilo são vários. Em Lisboa, fiquei hospedada no lindíssimo Living Lounge Hostel, considerado um dos 3 melhores na mundo. Localização privilegiada, atendimento de primeira, local bonito e confortável, café da manhã farto. E econômico! Sobram adjetivos positivos para o local.







Já em Buenos Aires uma boa opção é o Milhouse Avenue. Localizado na Avenida de Mayo, uma das principais da cidade, o hostel atrai principalmente por conta das suas festas noturnas. Ótimo não ter que se deslocar para ir à balada, não é? E não precisa ficar receoso com o barulho, porque não dá para ouvir o som dos quartos. 






Aqui no Brasil um dos hostels mais conhecidos é o Lua Cheia, na cidade de Natal. Com uma arquitetura bem diferente, no melhor estilo castelo medieval, o lugar já virou até atração turística da cidade e também conta com várias festas diariamente. 






É verdade que ainda existem muitos hostels com o estilo antigo, lugares simples, sujos, e sem graça. O Blue Planet Hostel, em Paris, é um destes exemplos. Mas, felizmente, estes lugares estão desaparecendo. Claro, quem quer ficar hospedado num lugar assim se há tantos bem melhores, com o mesmo preço?


E aqui vai a lista dos melhores hostels do mundo, eleitos pelos viajantes do mundo todo através do site Hostelworld (http://www.hostelworld.com/hoscars-2012). Quem sabe você não considere se hospedar em um deles para a sua próxima viagem?


Melhores em cada continente

África – Atlantic Point Backpackers (Cidade do Cabo, África do Sul)
Ásia –  NapPark Hostel at Khao San (Bangkok, Tailândia)
Leste Europeu - The Naughty Squirrel Backpackers Hostel, Riga (Riga, Letônia)
América Latina – America del Sur Hostel Buenos Aires (Buenos Aires, Argentina)
América do Norte - Montreal Central (Montreal, Canadá)
Oceania – Adventure Queenstown Hostel (Queenstown, Nova Zelândia)

Montreal Central Hostel

The Naughty Squirrel Hostel

Postar um comentário