22 de janeiro de 2013

Natal/RN – Roteiro de 3 dias na Cidade do Sol


Natal é conhecida em todo o Brasil como a "Cidade do Sol", por ser a cidade no país onde o sol brilha mais vezes no ano. É um "prato cheio" para quem curte praia (como eu) e relaxar. Mas além da praia, a cidade ainda oferece várias opções para os visitantes. Abaixo algumas dicas do que fazer durante as férias em Natal. 

Praia de Ponta Negra
Hotel

Ficamos hospedados no Yak Hotel Natal. O hotel é muito confortável e os funcionários prestativos.
Dois pontos positivos que destaco: o farto café da manhã, com muitas opções de comidas típicas regionais, além dos pratos tradicionais; e a piscina de 25 metros com bar. Perfeito para curtir o sol de Natal!
Um ponto negativo é o cofre! Caso o hóspede deseje guardar seus pertences no cofre do quarto, deve solicitar uma chave “codificada” na portaria. O problema é que, quem perder a chave, paga uma “multa” de R$200,00!!! E advinha só... Claro que perdemos a “bendita” chave e tivemos que arcar com a multa! Achei um absurdo!!!

Piscina do Yak Hotel Natal




Atrações sugeridas – Roteiro de 3 dias em Natal



Dia 1 – Passeio de Buggy
No 1º dia, sugiro um Passeio de Buggy pelo Litoral Norte, atração nº 1 de Natal. O passeio é incrível e simplesmente imperdível, recomendo a todos que visitam Natal pela primeira vez!
O “bugueiro” indicado pelo Hotel foi o Amaral, gente finíssima, responsável e divertido, nota 10 o trabalho dele!
O passeio de buggy pelo Litoral Norte tem como roteiro principal as Dunas Douradas em Genipabu, Lagoa de Jacumã com os famosos “Aerobunda” e “Esquibunda”, Lagoa de Pitangui e Muriú. Não preciso nem dizer que o passeio dura o dia todo, cerca de 7 horas.
Para quem está de carro, ainda há a opção de ir até a praia de Genipabu e lá contratar um “bugueiro” para fazer o passeio pelas Dunas de Genipabu e Lagoa de Jacumã. Este passeio geralmente sai pela metade do preço do completo, com duração de 2 horas. A Lagoa de Pitangui e Muriú possuem acesso por carro.
Este passeio custa em média R$260 – R$320 por buggy, com capacidade para até 4 pessoas. (Preços de Novembro/2012)

Buggy!








Travessia de balsa na Barra do Rio

Barra do Rio - Balsa

Lagoa de Pitangui

Dunas Douradas de Genipabu



Aerobunda - Lagoa de Jacumã

Aerobunda
Dia 2 – Parrachos de Maracajaú

Outro passeio imperdível é o mergulho nos Parrachos de Maracajaú.
Os Parrachos são piscinas naturais formadas a alguns km de distância da costa, devido à presença de recifes de corais. Pelas fotos abaixo dá pra perceber que o lugar é mesmo lindo.
Para fazer este passeio, é necessário consultar com antecedência a Tábua das Marés, pois o passeio só é possível com a maré baixa.
Os barcos seguem cerca de 7 km da costa, onde é realizado o mergulho (com snorkel ou cilindro). Dá para aproveitar cerca de duas horas mergulhando e observando os peixes e corais. Com alguma sorte, dá pra ver tartarugas marinhas e arraias.
A maioria das agências, depois do mergulho em Maracajaú, leva os visitantes para almoçar e descansar à tarde no Rio Punaú.
Este passeio custa em média R$80 por pessoa, com transporte, mergulho e equipamentos para snorkel incluídos. (Preços de Novembro/2012)

Vista Aérea de Maracajaú




Mergulho em Maracajaú: alimentando os peixes





Rio Punaú
Dia 3 – City Tour com Cajueiro

No nosso último dia de viagem, fizemos o city tour pela cidade, pois eu queria conhecer o Maior Cajueiro do Mundo. Não costumo fazer city tours nas cidades que visito, pois acho um passeio “inútil”, mas acabei arriscando neste.
Se arrependimento matasse, estaria morta e enterrada! Foi o pior passeio que eu já fiz! A agência é uma das mais conhecidas da cidade (Natal Vans), mas o guia era monótono, repetitivo e só passou informações inúteis. Uma de suas (muitas) pérolas: “Aqui é o Bairro da Ribeira, como podemos ver, há muitas lojas. Os poucos moradores gostam muito daqui, por ser um bairro comercial, as lojas fecham sábados, domingos e feriados. Então, aqui é muito tranquilo aos sábados, domingos e feriados e os moradores desta área gostam muito de morar aqui”. (?)
Além da companhia “agradável” do nosso guia, e de três crianças pequenas chorando o tempo inteiro, tivemos que ver o dia lindo lá fora de dentro de uma van quente!
Resumo: Em minha opinião, o “City Tour” não vale a pena, não recomendo a ninguém!
Preço do passeio: R$50 por pessoa (Preços de Novembro/2012)

Ponte Newton Navarro
Forte dos Reis Magos

Copa do Maior Cajueiro do Mundo
Bares e Restaurantes

Os bares e restaurantes que fui e indico:
Ponta Negra
Casa de Taipa, Bar Galo Alto (Na “Rua da Diversão”, onde também ficam o Taverna Pub e o Rastapé, que não consegui ir)
Restaurante Camarões (considerado o melhor de Natal, é muito bom!)
Petrópolis
Hot Pizza e Choperia Petrópolis (Rua Seridó).
O bairro de Petrópolis é uma ótima opção para quem está hospedado fora de Ponta Negra, tem barzinhos e restaurantes muito bons! Esse bairro, aliás, é considerado o mais chique da cidade.
Praia dos Artistas
Tábua de Carne

Ostras na Choperia Petrópolis

Tábua de Carne

Casa de Taipa

Taverna Pub

Para terminar deixo uma dica importante:


Em Natal, os taxistas costumam combinar preço da corrida. Assim, caso vá para um local distante, tente combinar o preço em vez de fazer o valor do taxímetro! Um dia à noite, fomos do hotel na Praia dos Artistas até Ponta Negra.  Se a corrida fosse cobrada pelo taxímetro, valor seria, em média, R$80 - ida e volta. O taxista nos ofereceu por R$60. Após pechinchar, acabamos fechando por R$50. E detalhe: o cliente paga apenas na volta! O taxista deixa o cartão com telefone para o cliente ligar combinando o horário do retorno.

Postar um comentário