Planejando uma viagem com o bebê: 5 dicas essenciais

Quem nunca ouviu (ou repetiu) a frase: "vamos aproveitar para viajar agora, pois depois que vierem os filhos não vai ser mais possível...

Bath e suas águas termais

 HISTÓRIA

Bath é uma pitoresca cidadezinha no sudoeste da Inglaterra, distante cerca de 2 horas de Londres (trem ou carro). A ligeira proximidade faz da cidade uma das principais "day trips" a partir da capital inglesa.  

A cidade foi fundada pelos romanos, na época em que a região fazia parte do Império Romano, por volta do século I. Na época conhecida como Aquae Sulis, era utilizada como "cidade spa", por conta de suas fontes de águas termais. 

Após o término do Império Romano, a cidade ficou esquecida por centenas de anos, até que no século XVIII a Rainha Anne se encantou pelas propriedades medicinais das águas termais. A cidade ficou "na moda" e cresceu. 

O fato de ser a única cidade com águas termais do Reino Unido, combinado com a rica arquitetura da Era Georgiana que harmoniza com a bonita paisagem natural, fizeram com que Bath fosse escolhida como Patrimônio Histórico da UNESCO.


PRINCIPAIS ATRAÇÕES

Obviamente, o destaque da cidade são as Termas Romanas de Bath, onde é possível conhecer a história da cidade e das águas termais e apreciar as construções e as termas. Infelizmente, não é possível ter acesso às termas (tomar banho, etc.). Bom... acho que seriam poucos os interessados em mergulhar naquela piscina de água verde... O aspecto é estranho, mas não significa que a água está suja. A coloração é causada pela algas e pela exposição da água quente a céu aberto. Na verdade, são essas algas que trazem o aspecto medicinal das termas (eca). 

A água nasce a uma temperatura de 46ºC!

O passeio é bem interessante, todos os visitantes recebem um áudio-guia para conhecer melhor o lugar. E, apesar de não ter acesso às piscinas, no final do passeio é possível provar um pouco da água da nascente. É um dos pontos altos da visita mas, acreditem, o gosto é horrível!

Ainda, no final do passeio, tem uma lojinha que vende produtos como sais de banho, hidratantes, sabonetes. Enfim, nada muito relacionado à história do local em si, mas como tem a ver com "banho", está valendo... 





Dá pra ver a fumacinha saindo da água quente!


Será que jogar uma moeda na piscina traz sorte?

Nem mesmo a plaquinha de "não toque na água" intimidou...

Interior do museu


  
Outro passeio essencial em Bath é uma caminhada pelo centro,  suficiente para se encantar pela beleza da cidade. Predominam os prédios com as "bath stones" (uma pedra de coloração bege, comum na época georgiana), muitos artistas de rua, bonitas praças, estreitas vielas e construções majestosas.













Falando em construções majestosas, o conjunto de prédios em forma de arco, conhecido como The Circus, é um dos pontos mais bonitos da cidade. Vale a pena passar por lá só pra admirar o local e, claro, tirar uma foto!



Outro ponto interessante é a Abadia de Bath, a imponente catedral da cidade, logo ao lado do famoso Bath. 





A cidade é cortada pelo Rio Avon, que embeleza ainda mais a paisagem. Há possibilidade de fazer um passeio de barco pelo rio - que eu não fiz, pois inverno, vento frio e barco aberto não combinam...




Por fim - porém não menos importante - ainda é possível visitar a casa onde viveu a famosa escritora inglesa Jane Austen, autora de muitos sucessos da Literatura, como Pride and Prejudice (Orgulho e Preconceito - a história ficou ainda mais conhecida após a adaptação para o cinema, com Keira Knightley no elenco). 
Lá é possível comprar lembrancinhas relacionadas à autora, tomar um tradicional chazinho da tarde, assistir a uma encenação de alguma de suas histórias e tirar fotografia com o "porteiro" velhinho do local, todo vestido como um gentleman do século XIX. 








LINKS IMPORTANTES

Para ver o horário das atrações e preço dos ingressos, visite: 


http://www.janeausten.co.uk/ - Jane Austen Centre

Postar um comentário